E em 2014 também tem "Jamaica Abaixo de Zero"!


Nesse ultimo domingo (ontem) aconteceu mais uma daquelas cenas que parecem ser tiradas de algum filme. Ontem a Jamaica foi lembrada e relembrada no bobsled com trenó para dois homens, graças aos atletas Winston Watts e Marvin Dixon que saíram ovacionados da pista apos o primeiro dia de disputa.

Desde 1993, quando a Disney lançou aquele filminho... Aquele que toda vez que passa ou passava na TV você corria pra assistir, aquele que conta a historia dos jamaicanos que fizeram historia sendo os primeiros de seus país a competir nos jogos de inverno. Sim, depois desse filme é impossível você assistir essa categoria, ou mesmo os jogos de inverno sem lembrar deles.

O filme "Jamaica Abaixo de Zero" (Cool Runnings), mostra toda a aventura dos jamaicanos enfrentando o frio pela primeira vez, a sua capotada na pista e quando heroicamente cruzaram a linha de chegada a pé. Como a cena vista ontem, esses foram aplaudidos e incentivados de pé, só não teve aquilo de levar o trenó nos ombros (cena contida no filme).

Apos esse acontecimento outros países com temperaturas mais altas começaram a se animar e a enfim tentar vagas nos jogos olímpicos de inverno. "O filme nos trouxe muito carinho, mas não queremos mais ser alvo de piadas. Somos top 10 nos tempos de arrancada, merecemos respeito", diz o piloto Watts.

Segue abaixo imagens do filme de 1993.


A ultima vez que a Jamaica tinha participado das Olimpíadas de Inverno foi em 2002 em Salt Lake City e Watts estava lá. O mesmo tinha se aposentado recentemente, mas decidiu dar uma nova chance ao esporte com o sonho de voltar aos jogos!

O piloto brasileiro Edson Bindilatti, da equipe brasileira com o trenó de quatro homens, fala do convivio com os atletas jamaicanos. "A gente conversa bastante, estamos em contêineres vizinhos. O Winston Watts é muito fanfarrão, está sempre brincando coma gente. Mas na hora de competir se foca bastante no bobsled".


Foi um belo dia, mas não foi fácil para a equipe jamaicana chegar a Sochi. Precisaram fazer uma 'vaquinha' na internet e só assim conseguirem o dinheiro necessário para a sua viagem. Em dois dias eles conseguiram arrecadar cerca de US$ 130 mil em doações. Segundo a Federação Jamaicana de Bobsled.

Histórias assim me fazem refletir... Nós vivemos em um pais continental que se comparado a ilha caribenha da Jamaica é como se fosse outro planeta. Nosso governo direciona tão pouco incetivo para os atletas brasileiros, o esporte era algo que merecia bem mais atenção no Brasil, a cultura brasileira até pede por isso, mas parece que os governantes brasileiros preferem fechar os olhos.

Para mais informações acesse o Uol